quinta-feira, 24 de maio de 2018

CHEIRA AQUI A GASOLINA


ONTEM NA AR, no debate quinzenal, Costa teve de fazer uma gincana de palavras para responder a Catarina Martins, de um lado e Assunção Cristas, do outro, que deitaram mais da dita para a fogueira da opinião pública que já é labareda por tudo quanto é lado. Aqui a 'rede' não é excepção! 

Porque já tenho lido por aqui muito do que se fala, incluindo um 'post' de um engarrafamento na China que dizem ser na Alemanha e incentivando a fazer o mesmo, resolvi opinar...
O que se passa então?
Passa-se que há dez países na UE com têm percentagens do imposto superiores, sendo que a nossa é idêntica à de economias tão dispares com as da Irlanda, Eslováquia, Croácia e Dinamarca (acima dos 60%), ainda assim inferiores à média europeia e abaixo da média da zona euro. Acontece que o PVP (preço de venda ao público) acaba por ser MAIS CARO (o nosso país é o quarto mais caro, na gasolina 95, logo a seguir à Holanda, Itália e Suécia) porque a taxa do IVA, (de que ninguém fala) sendo superior à de outros países, inflaciona mais o preço e também porque o preço à saída da refinaria é mais caro no nosso caso do que o da média europeia.

O GOVERNO DE DURÃO BARROSO liberalizou o preço dos combustíveis afirmando que só assim, na livre concorrência, seria possível encontrar um preço justo que reflectisse, a cada momento, o valor dos mercados e que por outro lado, repusesse o valor justo na venda ao consumidor final..

Não se enganou num caso pois o preço dos combustíveis entrou num efeito "IÔ-IÔ" acompanhando o preço do barril e também a valorização ou desvalorização do euro face ao dólar. Mas, sempre houve um "pormaior": subia o barril e preço da gasolina subia de imediato e sempre mais e muito mais rapidamente do que quando o preço do barril descia.
Quanto à livre concorrência basta analisar os preços das 3 companhias que dominam o mercado - BP, Galp e Repsol - para percebermos logo que o que existe é uma 'cartelização' de preços que em nada contribui para a transparente liberdade de preços.

E, ASSIM CHEGADOS, passámos pela TROIKA com mais um adicional ao ISP (sobre taxa que se mantém até hoje) e com um aumento (imagine-se) de 0,007 cents/l, em 2016, com a Geringonça, numa altura em que o petróleo esteve em baixa! As 'almofadas orçamentais', topam?
CONCORDO COM COSTA quando afirma que é melhor ter impostos indirectos e imposto sobre património mais elevados e do que penalizar os rendimentos do trabalho e das empresas. 

Já não posso concordar quando se sobe, em valor absoluto, o imposto sobre um produto que está mais barato para a tal 'almofada orçamental' como aconteceu com o crude em 2016 e agora com 'almofadões bem anafados', não baixa imposto, nem retira sobretaxa!

TALVEZ PARA O ANO.... uma eleições vêm mesmo a calhar para retirar a sobretaxa e descer o valor do imposto?

PARA O ANO...se entretanto Trump e o colega asiático se reunirem e o médio oriente não se estragar ainda mais do que já está...

quinta-feira, 17 de maio de 2018

ERA UMA VEZ um homem que quis fazer uma queimada mas depois pôs-se a semear ventos, não conseguiu controlar fogo acabou por ser o principal agente de incêndio monstruoso... e, nem o facto de ter o presidente dos bombeiros por perto, lhe valeu. É agora apontado como um perigoso pirómano e corre o risco de arder junto com o incêndio que ateou..

SIMPATIZAVA COM BdC PELA CORAGEM com a luta para elevar o SPORTING clube ecléctico e vencedor e, sobretudo, empolgando os adeptos que voltaram a acreditar ser possível ver o seu clube na frente de todas as classificações de muitas modalidades além do futebol, a encherem o estádios e voltar a celebrar as vitórias no seu próprio pavilhão (o João Rocha que também é obra do seu mandato).
Não ponho em causa o seu sentimento de enorme desilusão, e até de revolta por mais uma época frustrante que termina a saber a muito pouco, por equipa que teve todas as condições para ganhar e onde investidos milhões, pois não é isso o que ainda agora sente a esmagadora maioria dos adeptos?.
Acabou por levar longe demais o seu desígnio e ele próprio se transformou na arrogância e na crença da infalibilidade própria dos que se julgam deuses cometendo erros grosseiros enquanto presidente e mormente líder de homens.
Agora, BdC terá como melhor caminho: DEMITIR-SE!
A história poderá ou não repor, um dia, a verdade dos factos, como sempre acontece.
MAS HIPÓCRITAS são todos aqueles que tendo permanecido calados este tempo todo vêm agora a terreiro, envergonhados e ofendidos tentarem tirar dividendos da situação, lavar a sua imagem e negar o consentimento que lhe deram quanto mais não fosse pelo silêncio. 
INTELECTUALMENTE DESONESTA é esta campanha que propositadamente histérica de que o desporto está em risco e como campeões europeus o futebol nacional tem uma nódoa incurável!
AS DEZENAS DE VÂNDALOS que invadiram as instalações do clube em Alcochete podem ser o reflexo da escalada de mal estar e de instabilidade que o Sporting vive mas, também, pode ser algo mais do que isso....esperemos pelo resultado dos inquéritos; É UM CASO DE POLÍCIA CUJOS CRIMES DEVEM SER JULGADOS E EXEMPLARMENTE PUNIDOS!
MAS O ALARIDO NA COMUNICAÇÃO SOCIAL É O QUE É!
VENDER TUDO O QUE FOR AO PREÇO QUE SE QUISER.
e, sobretudo para alguma imprensa desportiva, para vender mais 'desgraças' em directo e para o Benfica, isto foi óptimo... é o que mais lamento!
VIVA O SPORTING!

terça-feira, 6 de março de 2018

VINTE RAZÕES (PELO MENOS) PARA SER DO SPORTING


1. O SPORTING é o único grande Clube nacional que não alterou o seu ano de fundação.


2. O SPORTING é o único Clube do Mundo que, neste momento, tem dois museus oficiais (Lisboa e Leiria).

3. O SPORTING possui o Jornal de clubes mais antigo do Mundo (o primeiro número foi publicado a 31 de Março de 1922).

4. O SPORTING detém o jogador mundial com melhor média de golos em jogos do Campeonato Nacional (Fernando Peyroteo com 1,68 golos/jogo).

5. O SPORTING cedeu o 1.º jogador português à Selecção da Europa: José Travassos em 1955 (vitória da Selecção da Europa à Inglaterra por 4-1, em Belfast).

6. O SPORTING é, actualmente, o único Clube mundial que formou dois FIFA World Player: Luis Figo (2001) e Cristiano Ronaldo (2008).

7. O SPORTING desde o início das competições europeias de clubes, só é ultrapassado em n.º de participações pelo Real Madrid (54) e Barcelona (53). Os      Leões somam 51.

8. O SPORTING apontou o 1.º golo na Taça dos Clubes Campeões Europeus, em futebol: João Martins frente ao Partizan de Belgrado, a 4 de Setembro de 1955.

9.O SPORTING tem 22 taças europeias conquistadas, o Real Madrid 26 e o Barcelona 66. No entanto, somente os «leões» e o Barcelona venceram em quatro modalidades distintas.

10. O SPORTING ainda hoje detém recordes nos títulos europeus conquistados (excepto andebol):
» Atletismo: Único Clube europeu com vitórias em pista e cross: por 2 vezes sagrou-se hexacampeão em cross.
» Hóquei em patins: Maior goleada de sempre por 33-1 ao H. Gujan (França), nos quartos-de-final da Taça CERS, em 1983/1984.
» Futebol: Maior goleada de sempre por 16-1 ao Apoel Nicósia (Chipre), nos oitavos-de-final da Taça dos Vencedores das Taças, em 1963/1964.


11. O SPORTING é o 2.º Clube europeu com maior n.º de atletas olímpicos (109 até Pequim'08) a seguir ao Barcelona. No entanto, estes 109 atletas «leoninos» actuaram em 10 modalidades distintas e, os do Barcelona, apenas em seis.

12. O SPORTING é o único Clube nacional (e dificilmente haverá outro na Europa e no Mundo), que nos últimos 48 anos teve atletas em todos os Jogos Olímpicos realizados.

13. O SPORTING, desde que existe o Comité Olímpico Português, esteve em 24 dos 28 Jogos Olímpicos realizados (apenas ausente em 1920, 1934, 1936 e 1956).

14. O SPORTING é a equipa portuguesa com mais medalhas olímpicas conquistadas (8 no total: 3 de ouro, 4 de prata e 1 de bronze).

15. O SPORTING teve o 1.º atleta nacional a participar nos Jogos Olímpicos (António Stromp, em Estocolmo - 1912), bem como o 1.º atleta nacional a conquistar uma medalha de Ouro (e a ouvir o Hino Nacional): Carlos Lopes em Los Angeles - 1984 -, na difícil prova da maratona.

16. O SPORTING detém a maior goleada da história dos Campeonatos de Portugal (18-0 ao Torres Novas, em 1927/1928), dos Campeonatos Nacionais (14-0 ao Leça, em 1941/1942) e das Taças de Portugal (21-0 ao Mindelense, em 1970/1971).

17. O SPORTING detém o recorde de golos (por equipa) numa só época do Campeonato Nacional: 123 golos em 26 jornadas (época 1946/1947) com uma média fantástica de 4.7 golos por partida.

18. O SPORTING, segundo uma reportagem da BBC, está num patamar superior ao Ajax: "O clube holandês é considerado um clube de topo na formação. Um estatuto apenas igualado pelo Sporting. Os «leões» possuem, no entanto, uma Academia mais bem apetrechada".

19. O SPORTING é o Clube que mais jogadores cederam à Selecção Nacional em fases finais do Campeonato do Mundo de futebol (24 no total vs 21 do Benfica e 18 do Porto).

20. O SPORTING assume a sua dimensão mundial quando olhamos para os 380 Núcleos, Filiais e Delegações espalhados pelos cinco continentes, sendo o único Clube nacional com esta presença universal e verdadeiramente global.

segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

UMA COISA É UMA COISA, OUTRA COISA É OUTRA COISA

E,,, UMA COISA É UMA COISA,
OUTRA COISA É OUTRA COISA
ONTEM FOI A 1ª MEIA FINAL DO FESTIVAL DA CANÇÃO À PORTUGUESA. Confesso que nem me lembrava de tal e só um daqueles bocejantes zappings que sucedem a quem está farto das 'soirées telenoveleiras' que não andam nem atrasam me colocou no canal 'certo'! 
Também confesso que não me demoraria muito por lá mas a minha insana curiosidade fez-me retardar a nova mudança de canal. Não há surpresas! Fraquinho, fraquinho
(tal como no ano passado, no ano antes e nos outros dez ou vinte, antes do antes,)
foi sempre assim. Letras difíceis em melodias que não ficam, cantadas por vozes que parecem mais talhadas para dizer do que para entoar.Nalguns casos, eu que sou 'duro' de ouvido até saltei numa persistente desafinação.
Resumindo! Se a 2ª meia final não for melhor, a final já se sabe como será
(tal como no ano passado, no ano antes e nos outros dez ou vinte, antes do antes)
O QUE SE DIZ AGORA? 
AH! MAS NO ANO PASSADO A CANÇÃO DOS MANOS SOBRAL, OH LÁ LÁ.!
Pois! Gostava era de saber quantos dos espectadores que no ano passado estiveram a assistir ao festival não terão dito: GRANDE MISÉRIA! E incluído nessa 'miséria' a canção ganhadora que até nem ia lá fazer nada, não era canção para festival, que o gajo parecia miar, etc, etc,
Sejamos sinceros e em consciência digam-me! Quantos de nós terão (como eu) achado que era assim!?
Quando Salvador pôs o festival da Eurovisão em pantanas e a menos de meio da votação já os comentadores vaticinavam uma vitória 'sem espinhas', a opinião de quase toda a gente passou imediatamente de uma cançãozinha mais ou menos, ainda por cima pouco festivaleira e cantada em português que poucos entendem podia lá ganhar?
E, UM OUTRO ARGUMENTO SOBERANO! É que os outros países, ainda por cima os de Leste faziam sempre 'vaquinha' e os ocidentais, incluindo os nuestros hermanos, estavam-se nas tintas para nós, NUNCA PODERÍAMOS GANHAR NADA!
AQUILO ESTAVA TUDO FEITO! Pois bem. Foi pelo facto de termos ganho que tudo passou a ser transparente e a canção passou a ser indiscutivelmente uma boa canção?
POR ISSO, talvez seja melhor esperar pelo festival na arena do genro do senhor Silva ou, vá-se lá saber, pela mãozinha milagrosa da Senhora. Ou, mais certeiramente, esperar para que o MARKETING continue a funcionar e PORTUGAL não saia da moda.

quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

A REVOLTA DO PORTO E O MAPA COR DE ROSA

A 31 de Janeiro de 1891 dá-se um levantamento militar na cidade do Porto, contra o governo da Coroa. As forças revoltosas, vindas do Campo de Santo Ovídio (hoje Praça da República), descem a Rua do Almada, até à Praça de D. Pedro, (hoje Praça da Liberdade), onde, em frente ao antigo edifício da Câmara Municipal do Porto, hasteiam uma bandeira vermelha e verde, símbolo do partido republicano, ao mesmo tempo que o Dr. Alves da Veiga, uma das figuras cimeiras desta revolta, proclama o governo provisório da República.
A multidão sobe depois a Rua de Sto António em direcção à Praça da Batalha, onde é confrontada com artilharia e fuzilaria da então Guarda Municipal, fiel à monarquia.
Há centenas de mortos e número incontável de feridos.

Alguns dos implicados conseguiram fugir para o estrangeiro: Alves da Veiga iludiu a vigilância e foi viver para Paris: o jornalista Sampaio Bruno e o Advogado António Claro alcançaram Espanha, assim como o Alferes Augusto Malheiro que daí emigrou para o Brasil.


Um ano antes o governo britânico entregara a Portugal um ultimato que exigia a retirada de todas as forças militares que ocupavam a zona entre Moçambique e Angola, que ficou conhecida por 'Mapa Cor de Rosa' pois acompanhava a pretensão inglesa um mapa de África que tinha uma estreita faixa pintada a cor de rosa composta pelos territórios pretendidos pela coroa inglesa..
O governo da monarquia portuguesa cedeu a esta imposição, procedimento que não agradou ao partido republicano que . considerando este acontecimento uma afronta dos nossos mais antigos aliados (diz-se) se tornou a causa da revolta de 31 de Janeiro do ano seguinte.
A reacção oficial seria implacável, tendo os revoltosos sido julgados por Conselhos de Guerra, a bordo de navios, ao largo de Leixões: o paquete Moçambique, o transporte Índia e a corveta Bartolomeu Dias .
Para além de civis, foram julgados 505 militares.
Seriam condenados a penas entre 18 meses e 15 anos de degredo em África cerca de duzentas e cinquenta pessoas. Em 1893 alguns seriam libertados em virtude da amnistia decretada para os então criminosos políticos da classe civil.
Em memória desta revolta, logo que a República foi implantada em Portugal, a então designada Rua de Santo António foi rebaptizada para Rua de 31 de Janeiro, passando a data a ser celebrada dado que se tratava da primeira de três revoltas de cariz republicano efectuadas contra a monarquia constitucional (as outras seriam o Golpe do Elevador da Biblioteca, e o 5 de Outubro de 1910).